A Nossa Teoria

Frequentemente, a primeira pergunta que as pessoas fazem após completarem nosso teste de personalidade é “O que essas cinco letras significam?”. Nós estamos obviamente nos referindo às misteriosas abreviaturas como INTJ-A, ENFP-T, ou ESTJ-A. Talvez você já tenha lido em nossa seção gratuita de Descrições dos Tipos ou nos artigos adicionais disponíveis no site, cada letra se refere a uma característica específica, com uma variante adicional listada ao final. Mas, antes de discutirmos essas características, vamos tomar um breve desvio histórico.

Desde o início dos tempos, viemos tentando descrever e categorizar nós mesmos de várias maneiras. Desde os quatro temperamentos das civilizações Antigas – sanguíneo, colérico, melancólico e fleumático – aos últimos avanços da psicologia, as pessoas têm estado inquietas na sua busca por algo confiável em que possam encaixar um modelo bem definido da personalidade humana. Nós ainda estamos longe de atingir esse objetivo, apesar de que os modelos atuais cobrem grande parte dos traços de personalidade e podem prever, com um alto grau de veracidade, como as pessoas irão se comportar em determinadas situações.

Dito isso, é importante ter em mente que, independente de qual modelo nós utilizamos, a nossa personalidade é só um aspecto entre muitos – as nossas ações também são influenciadas pelo ambiente em que vivemos, nossas experiências, e objetivos individuais. Em nossas Descrições de Tipos descrevemos como as pessoas que pertencem a um tipo específico de personalidade provavelmente irão se comportar – porém, lembre-se de que são apenas indicadores e tendências, e não orientações definitivas ou respostas. Existe uma diferença muito grande em obter uma pontuação de 10% em uma característica ou obter 80%. Essa informação pretende inspirar o crescimento pessoal e um entendimento melhor dos outros, e não ser levada como um mantra.

A nossa abordagem tem suas raízes em dois tipos diferentes de filosofias. Uma tem sua origem no início do século 20 e foi criação de Carl Gustav Jung, o pai da psicologia analítica. A Teoria dos Tipos de Personalidade de Jung é, talvez, a criação mais influente na tipologia de personalidades, e inspirou diversas teorias diferentes, incluindo a nossa. Uma das contribuições chaves de Jung foi o desenvolvimento do conceito de Introversão e Extroversão – ele teorizou que cada um de nós cai em, pelo menos, uma dessas duas categorias, seja focando no mundo interno (Introvertido) ou no mundo externo (Extrovertido). Esses termos são normalmente usados de uma forma diferente hoje em dia, com Extroversão sendo sinônimo de proeza social – porém, a definição Junganiana original foca no local de origem onde a pessoa tira sua energia. Nesse sentido, a Introversão não implica em timidez, e a Extroversão não necessariamente reflete ótimas habilidades sociais.

Além da Introversão e Extroversão, Jung também considerou diversos conceitos adicionais. Um dos mais relevantes para nós são as chamadas funções Julgadoras (tanto Pensando como Sentindo) e funções de Percepção (tanto Sensação como Intuição). De acordo com Jung, cada pessoa prefere uma dessas funções cognitivas e acha mais natural confiar nesta nas situações rotineiras.

Porém, outras funções também tem o seu lugar, e aparecem dependendo das circunstâncias. Essas funções também são definidas pela Introversão ou Extroversão da pessoa – por exemplo, alguém que tem a função Introvertida como dominante tem mais probabilidade de pensar diferente do que uma pessoa com o sentimento Extrovertido.

Na década de 20, a teoria de Jung chamou a atenção de Katherine Cook Briggs, que mais tarde participou da cocriação de um dos indicadores de personalidade mais populares atualmente, o El Indicador de tipo de Myers-Briggs® (MBTI®). Briggs foi uma professora com um interesse ávido nos tipos de personalidade, tendo desenvolvido sua própria teoria de tipos, antes de conhecer os estudos de Jung. Junto de sua filha, Isabel Briggs Myers, desenvolveu uma forma conveniente de descrever a ordem de preferências Junganianas de cada pessoa – é assim que nasceram as abreviações de quatro letras.

À medida que definimos traços e tipos de personalidades de formas diferentes em nosso modelo, não iremos nos aprofundar nos conceitos junguianos ou nas teorias relacionadas neste artigo. Os visitantes interessados em aprender mais devem ler “Gifts Differing: Understanding Personality Type” de Isabel Briggs Myers.

Devido à simplicidade e facilidade de uso, o modelo de quatro letras é agora compartilhado com diversas teorias e abordagens, como Socionics, Keirsey Temperament Sorter, Estilos de Interação de Linda Berens e muitos outros. Porém, é importante lembrar-se de que, enquanto essas abreviações podem ser idênticas e muito similares, o seu significado nem sempre coincide. Uma das razões de termos uma introdução tão grande é que queremos deixar claro que não há uma definição única designada a esses tipos de conceitos – cada teoria os define de maneira própria e é inteiramente possível que você conheça cinco pessoas que digam “Eu sou um INFJ”, e suas definições de o que é um INFJ sejam diferentes. Com certeza, existem muitas coincidências em teorias que utilizam a nomenclatura dos tipos – porém, as descrições dos tipos não são idênticas.

Mas vamos deixar as teorias tipológicas de lado por um momento. Um jeito diferente de olhar para a personalidade das pessoas é através de características, ao invés do modelo baseado em tipos. O que nós queremos dizer com isso? Em vez de tentar criar 4 (ou 8, 16, 32...) tipos onde as pessoas podem ser encaixadas, podemos simplesmente escolher um número de características e medir a preferência das pessoas usando escalas bem definidas e observando sua pontuação, mas sem categorizá-las. Você pode ter ouvido o termo Ambiverte, que é um exemplo perfeito nesse caso. Isso significa que alguém está no meio da escala da Introversão e da Extroversão, não sendo nem muito social ou extrovertido, nem muito reservado – o que não faz sentido no modelo de Jung descrito anteriormente. Toda teoria baseada em tipos é provável de ter dificuldades categorizando pessoas que tem uma pontuação na linha divisória, independente de quantas linhas divisórias existirem.

Teorias baseadas em características simplesmente dizem que um Ambiverte é uma pessoa moderadamente Extrovertida e deixam assim, sem colocá-los em um tipo de personalidade. Essa abordagem certamente torna muito mais fácil medir correlações de forma confiável entre características de personalidade e outras características (por exemplo, atitudes políticas), e é por isso que abordagens baseadas em características dominam a pesquisa psicométrica – e é mais ou menos isso. Ao contrário de teorias baseadas em tipo, é impossível definir categorias e tipos que poderiam ser usados como conceitos acessíveis para discussões e recomendações. Consequentemente, enquanto categorias como Extrovertido e Introvertido são inevitavelmente limitantes, também dão uma chance de descrever uma parte significante da personalidade humana e criar teorias que tentem explicar porque fazemos o que fazemos – algo que uma frase cientificamente confiável, mas genérica como “você é 37% Extrovertido”, não consegue fazer.

Com o nosso modelo, nós combinamos o melhor das duas teorias. Usamos o formato de abreviações introduzido por Myers-Briggs devido sua simplicidade e conveniência – porém, redefinimos diversas características Junganianas e introduzimos uma nova, simplificando nosso modelo e deixando ele mais perto das últimas evoluções, usando as dimensões de personalidades chamadas as Cinco Grandes Características de Personalidade. Além disso, ao contrário das teorias de Myers-Briggs ou qualquer outra baseada no modelo Junganiano, nós não incorporamos funções cognitivas como Pensamento Extrovertido ou Sensação Introvertida, ou suas priorizações; ao invés disso, escolhemos cinco escalas independentes e construímos os tipos ao redor delas. Isso permitiu que nós atingíssemos um alto nível de precisão no teste, ao mesmo tempo em que temos a capacidade de definir e descrever tipos de personalidade distintos.

Vamos conhecer agora os cinco aspectos de personalidade individualmente, e depois partir para os grupos.

Cinco aspectos de personalidade

Essa seção descreverá cinco aspectos de personalidade que, quando combinados, definem o tipo de personalidade: Mente, Energia, Natureza, Táticas e Identidade. Cada um desses aspectos deve ser visto como um continuum de duas faces, com a opção “neutro” na metade. As porcentagens que você vê após o teste tem o objetivo de mostrar quais categorias você se encaixa, e o quão forte são suas preferências.

Vamos conhecer os aspectos de personalidade individualmente:

Mente

Esse aspecto mostra como interagimos com outras pessoas:

  • Indivíduos introvertidos (I) preferem atividades solitárias, pensam antes de falar, ficam exaustos com interação social.
  • Indivíduos extrovertidos (E) preferem atividades em grupos, pensam enquanto falam, ganham energia com interação social.

Energia

O segundo aspecto determina como vemos o mundo e processamos informações:

  • Indivíduos intuitivos (N) são criativos, confiam na sua intuição, são cheios de ideias, focam no que poderá acontecer.
  • Indivíduos observadores (S) são pé-no-chão, confiam nos seus sentidos e em assuntos práticos, focam no que já aconteceu.

Natureza

Esse aspecto determina como tomamos decisões e lidamos com emoções:

  • Indivíduos pensantes (T) são fortes, seguem sua mente, focam na objetividade e racionalidade.
  • Indivíduos sentimentais (F) são sensíveis, seguem seus corações, focam na harmonia e cooperação.

Táticas

Esse aspecto reflete sobre a nossa abordagem ao trabalho, planejamento e tomada de decisões:

  • Indivíduos julgadores (J) são decisivos, preferem regras claras e orientações, veem prazos como sagrados, buscam fechamento.
  • Indivíduos exploradores (P) são muito bons na improvisação, preferem manter suas opções abertas, são relaxados com seu trabalho, buscam liberdade.

Identidade

Finalmente, o aspecto da Identidade sustenta todos os outros, mostrando o quão somos confiantes em nossas habilidades e decisões:

  • Indivíduos assertivos (-A) são emocionalmente estáveis, calmos, relaxados, se negam a se preocupar muito.
  • Indivíduos cautelosos (-T) são inibidos, se preocupam com a sua imagem, buscam o sucesso, são perfeccionistas.

Grupos dos Tipos

Agora você sabe do que cada tipo é feito. Mas como os agrupamos?

O nosso sistema possuí duas camadas: a primeira (interna) define nossos Papéis, e a segunda (externa) as nossas Estratégias.

Papéis

A camada do Papel determina nossos objetivos, interesses e atividades preferidas. Existem quatro papéis:

Analistas (tipos Intuitivo e Pensante [ _NT_ ], ambos com variantes de Assertivo e Cauteloso)

Esse tipo de personalidade abrange racionalidade e imparcialidade, sobressaindo-se em debates intelectuais e científicos ou em campos tecnológicos. Eles são fortemente independentes, com mente aberta, enérgicos e imaginativos, abordando muitas coisas de uma perspectiva utilitária, e se interessando muito mais no que funciona do que no que satisfaz a todos. Essas características tornam os Analistas ótimos pensadores estratégicos, mas o que também causa dificuldades quando se trata de buscas sociais ou românticas.

Diplomatas (tipos Intuitivo e Sentimento [ _NF_ ], ambos com variantes de Assertivo e Cauteloso)

Os Diplomatas focam na empatia e cooperação, se destacando na diplomacia e aconselhamento. As pessoas que pertencem a esse grupo são colaborativas e criativas, muitas vezes fazendo o papel do harmonizador dentro do seu círculo social ou espaço de trabalho. Essas características fazem com que os Diplomatas sejam acolhedores, empáticos e influentes, mas também causa problemas quando há a necessidade de confiar exclusivamente na racionalidade ou tomar decisões difíceis.

Sentinelas (tipos Observador e Julgador [ _S_J ], ambos com variantes de Assertivo e Cauteloso)

Os Sentinelas são colaborativos e altamente práticos, adotando e criando ordem, segurança e estabilidade por onde passam. As pessoas que pertencem a um desses tipos tendem a ser trabalhadoras, meticulosas e tradicionais, e são ótimas em campos administrativos e lógicos, especialmente aqueles que dependem de hierarquia e regras. Esses tipos de personalidade seguem um plano e não fogem de tarefas difíceis – porém, também podem ser inflexíveis e relutantes em aceita diferentes pontos de vista.

Exploradores (tipos Observador e Explorador [ _S_P ], ambos com variantes de Assertivo e Cauteloso)

Esses tipos são os mais espontâneos de todos e também compartilham a habilidade de se conectar com seus arredores de uma forma que nenhum outro tipo consegue. Os exploradores são práticos e utilitaristas, se destacando em situações que requerem reações rápidas e a habilidade de pensar rapidamente. São mestres com ferramentas e técnicas, usando-os de diversas maneiras diferentes – desde dominando ferramentas físicas até persuadindo outras pessoas. Obviamente, esses tipos de personalidades são essenciais em crises, artesanatos e vendas – porém, suas características também podem impulsioná-los a assumir empreendimentos arriscados ou focar apenas em prazeres sensuais.

Estratégias

A camada Estratégia mostra nossas formas preferidas de fazer as coisas e atingir metas. Existem quatro estratégias:

Individualismo Confiante (tipos Introvertido e Assertivo [ I___-A ] )

O tipo Individualismo Confiante prefere fazer as coisas sozinho, escolhem depender apenas nas suas habilidades e instintos, em vez de procurar ter contato com outras pessoas. Eles sabem no que são bons e tem grande autoconfiança. Esse tipo de personalidade acredita firmemente que a responsabilidade pessoal e a confiança em si mesmo são valores muito importantes. Os do tipo Individualismo Confiante não prestam muita atenção a opinião dos outros e preferem depender apenas de si mesmos.

Domínio em Pessoas (tipos Extrovertido e Assertivo [ E___-A ] )

Os do tipo Domínio em Pessoas buscam contatos sociais e tendem a ter ótimas habilidades com comunicação, se sentindo tranquilos em eventos sociais ou situações em que precisem depender diretamente de outras pessoas. Esse tipo é confiante nas suas habilidades e não hesita em expressar suas opiniões. Ter um papel ativo na sociedade e saber o que motiva as pessoas significa muito para eles; porém, não se preocupam muito com o que as outras pessoas pensam sobre eles.

Melhoria Constante (tipos Introvertido e Cauteloso [ I___-T ] )

Os do tipo Melhoria Constante são pessoas quietas e individualistas. Eles tendem a ser perfeccionistas e são conduzidos pelo sucesso, muitas vezes gastando muito tempo e esforço para ter certeza de que o resultado do seu trabalho está o melhor possível. Como pode ser visto no seu nome, o tipo Melhoria Constante é formado de indivíduos de alto desempenho que se dedicam ao seu trabalho – porém, também tendem a se preocupar muito com seu desempenho.

Compromisso Social (tipos Extrovertido e Cauteloso [ E___-T ] )

A última estratégia é adotada por tipos sociáveis, enérgicos e conduzidos pelo sucesso. Os do tipo Compromisso Social tendem a ser indivíduos inquietos, perfeccionistas, propensos a vivenciar tanto emoções muito positivas quanto muito negativas. A sua curiosidade e vontade de trabalhar duro também significa que eles possuem alto desempenho, mesmo sendo pessoas bem sensíveis. Os tipos favorecendo essa estratégia também tendem a colocar muita importância na opinião dos outros; eles valorizam seu status social e querem ser bem-sucedidos em tudo que fazem.

Tabela dos Tipos

Essa tabela mostra todos os tipos possíveis, junto de seus papéis e estratégias:

Analistas Individualismo Confiante INTJ-A, INTP-A
Domínio em Pessoas ENTJ-A, ENTP-A
Melhoria Constante INTJ-T, INTP-T
Compromisso Social ENTJ-T, ENTP-T
Diplomatas Individualismo Confiante INFJ-A, INFP-A
Domínio em Pessoas ENFJ-A, ENFP-A
Melhoria Constante INFJ-T, INFP-T
Compromisso Social ENFJ-T, ENFP-T
Sentinelas Individualismo Confiante ISTJ-A, ISFJ-A
Domínio em Pessoas ESTJ-A, ESFJ-A
Melhoria Constante ISTJ-T, ISFJ-T
Compromisso Social ESTJ-T, ESFJ-T
Exploradores Individualismo Confiante ISTP-A, ISFP-A
Domínio em Pessoas ESTP-A, ESFP-A
Melhoria Constante ISTP-T, ISFP-T
Compromisso Social ESTP-T, ESFP-T